Você está visualizando atualmente Aspartame: Mitos e Verdades sobre este Adoçante

Aspartame: Mitos e Verdades sobre este Adoçante

O aspartame é um adoçante artificial amplamente utilizado na indústria alimentar como substituto do açúcar. Ultimamente tem sido objeto de controvérsia em relação aos seus efeitos na saúde. Neste artigo, vamos explorar três mitos e três verdades sobre o aspartame, bem como os benefícios e prejuízos associados ao seu consumo.

Mitos sobre o Aspartame

Mito 1: Causa Cancro

Houve alegações de que o aspartame está associado a um maior risco de desenvolvimento de cancro no fígado. No entanto, inúmeros estudos científicos têm refutado essa afirmação. A FDA (Food and Drug Administration), a Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) revisaram extensivamente a segurança do aspartame e concluíram que não há evidências conclusivas  de que este adoçante cause cancro em humanos.

Citando “evidências limitadas” de efeito cancerígeno em humanos, a OMS incluiu recentemente o aspartame no grupo de alimentos como possivelmente carcinogénicos para humanos. Este grupo de substâncias abrange mais de 100 itens e incluem-se neste grupo, por exemplo, alguns legumes em conserva ou a utilização de smartphones. Assim, a OMS reafirmou como aceitável e segura a ingestão diária de 40 mg/kg de peso corporal de aspartame.


Mito 2: Causa Enxaquecas

Outra crença popular é que o aspartame pode desencadear enxaquecas ou dores de cabeça intensas. No entanto, ensaios clínicos controlados não confirmaram essa associação em indivíduos saudáveis. Em pessoas com enxaquecas crónicas, alguns estudos mostram uma possível relação, mas não é uma reação comum em toda a população.


Mito 3: Estimula o Apetite

Há a ideia de que esta substância pode aumentar o apetite, levando ao consumo excessivo de calorias e ao ganho de peso. No entanto, pesquisas mostram que alem de não ter efeito significativo na sensação de saciedade ou nos padrões alimentares, o aspartame pode ser uma ferramenta útil para reduzir o consumo de calorias em pessoas que querem controlar o peso. 

 

aspartame - mitos e verdades


Verdades sobre o Aspartame

Verdade 1: Segurança para a Maioria das Pessoas

Este adoçante é seguro para consumo pela maioria das pessoas. No entanto, uma pequena parcela da população pode ser sensível e experimentar efeitos adversos, como dores de cabeça ou distúrbios gastrointestinais.

Verdade 2: Contribui para a Redução de Calorias

Sendo uma opção de baixa caloria para adoçar alimentos e bebidas, o uso deste adiçante pode ser benéfico para pessoas que desejam reduzir a ingestão de açúcar e controlar o peso . Substituir o açúcar pelo aspartame pode ajudar a reduzir a ingestão de calorias vazias, sem comprometer o sabor dos alimentos. Este pode ainda ser particularmente útil para os diabéticos pois o consumo de edulcorantes possibilita o prazer de um doce, sem fazer subir os valores de açúcar no sangue e sem acrescentar calorias à dieta.

Verdade 3: Reduz o Risco de Cárie Dentária

Ao contrário do açúcar, que é altamente propício ao aparecimento de cáries, o aspartame não contribui para a formação de cáries. Optar por adoçantes como o aspartame pode ajudar a proteger a saúde oral e prevenir problemas dentários associados ao consumo excessivo de açúcar.

aspartame -pastilhas elásticas

 

Alimentos a Evitar para Consumir Menos Aspartame

Embora  seja geralmente considerado seguro, é importante consumi-lo com moderação e abaixo da quantidade recomendada de 40mg/Kg. O consumo excessivo de adoçantes artificiais pode levar a uma preferência por sabores doces, o que pode desencorajar o consumo de alimentos naturalmente nutritivos. Para diminuir a ingestão deste adoçante, é aconselhável:

Evitar Refrigerantes e Bebidas Adoçadas Artificialmente: Refrigerantes light, dietéticos e outras bebidas adoçadas artificialmente são fontes comuns de aspartame. Opte por água, chás naturais ou bebidas com baixo teor de açúcar.

Leia os Rótulos dos Alimentos: Alguns produtos processados, como sobremesas, iogurtes e produtos sem açúcar adicionado, podem conter aspartame como adoçante. Esteja atento aos rótulos dos alimentos e escolha opções com menos aditivos artificiais.

Prefira Fontes Naturais de Doçura: Opte por adoçar as suas refeições com opções naturais, como frutas frescas, mel ou xilitol. Essas alternativas podem proporcionar doçura sem o uso de adoçantes artificiais.

Faça Escolhas Conscientes: Embora o aspartame seja seguro para a maioria das pessoas, algumas podem ser sensíveis a ele. Se notar algum efeito adverso após o consumo de aspartame, procure reduzir a sua ingestão ou evitá-lo completamente.

 


Em resumo, o aspartame é um adoçante artificial amplamente estudado e considerado seguro para a maioria das pessoas quando consumido em quantidades adequadas. Os mitos sobre esta substância,  como a sua associação ao cancro ou sua capacidade de estimular o apetite, foram refutados por várias pesquisas científicas. Por outro lado oferece benefícios, como a redução de calorias e a prevenção de cáries dentárias.

No entanto, é importante consumi-lo com moderação e fazer escolhas conscientes em relação à sua dieta geral. Optar por fontes naturais de doçura e ler os rótulos dos alimentos para evitar produtos com altos teores de aspartame são medidas importantes para garantir uma alimentação equilibrada e saudável.

Deixe um comentário